Sensações



Na casa dos Potters


Gina está preocupada com a amiga. Ela tentou contato com Hermione no ministério e lhe disseram que ela não havia ido trabalhar, a ruiva sabe muito bem que o senso de responsabilidade da grifinoria não a faria deixar o trabalho a não ser que alguma coisa séria tenha acontecido


É, mas agora ela não deve pensar apenas nela mesma. A ruiva fala para si mesma. Gina, como mãe de três filhos, sabe muito bem como uma gestação mexe com o corpo e com os hormônios de uma mulher. Isso sem falar nos enjôos que pelo que ela como medi-bruxa já percebeu, afetam bastante a morena


Ela então decide dar um pulo na casa de Hermione pra saber se está tudo bem. Pode ser que sua amiga esteja precisando de seus serviços médicos e caso não precise que é o que ela espera, com certeza Hermione deve estar precisando de alguém pra conversar um pouco, afinal as duas ainda não se falaram depois que ela finalmente contou para Harry e Rony a respeito do seu estado


Mesmo que a situação seja trágica, ela não deixa de ser cômica. A ruiva pensa imaginando como seu irmão e seu marido vão ficar quando souberem que o pai da criança é a doninha albina, o loiro mais insuportável de todos os tempos. Eles vão enlouquecer, é bem capaz do Rony esquecer a forma como essa criança foi concebida e ir tirar satisfações com o Malfoy. Ela sorri imaginando a cena enquanto se prepara para entrar na lareira


XXXXX


Enquanto isso, na casa de Hermione


A morena acaba de aparatar. Aliás, Draco acaba de aparatar levando Hermione com ele. Embora Hermione tenha passado no exame de primeira e esteja acostumada a aparatar há anos Draco insistiu em fazê-lo sob alegação que a tal pressão alta poderia interferir de alguma forma. A morena apenas assentiu com um suspiro falando para si mesma que iria pesquisar se havia realmente algum problema


Pronto, está entregue – a voz do loiro a tira do devaneio – está tudo bem com você?


Hermione olha para Draco. Estranhamente não há ironia em sua voz, apenas preocupação, é estranho ver Draco Malfoy preocupado com alguém, principalmente quando essa pessoa é ela – sim, está tudo bem


Então eu já vou, preciso dar um pulo nas empresas pra ver como as coisas estão – ele olha para a lareira – eu vou conectar nossas lareiras – ele diz parecendo sem jeito – se você tiver algum problema ou sentir alguma coisa pode me chamar – e antes que ela responda, ele caminha em direção a lareira


Mas ela não é conectada nesse momento. Não, porque uma cabeleira ruiva fita intrigada o estranho casal...


Oi Mione – Gina diz meio desconcertada – desculpe aparecer assim, mas disseram que você não foi trabalhar hoje e eu fiquei preocupada, mas tudo bem, eu volto outra hora


Eu já estou de saída – Draco fala sem encarar a ruiva – depois a gente conversa – ele diz para Hermione e se dirige a saída


Hermione então olha pra Gina que continua aguardando na lareira – por favor, venha. Acho que você precisa de explicações


Sem esperar segunda ordem, Gina atravessa a lareira – você pode, por favor, me explicar o que eu acabei de ver? – ela diz enquanto tira a fuligem de suas vestes


Hermione respira fundo. Ela conhece sua amiga e sabe que nada mais fraco do que uma petrificação de basilisco impedirá que Gina arranque a história dela, então a morena suspira e faz sinal que Gina se sente


Quero a história do início – a ruiva fala como quem espera o próximo capítulo de uma novela


Bem, hoje eu tinha uma consulta – Hermione começa e vê Gina rolar os olhos. Ela sabe que a amiga ficou chateada quando ela decidiu fazer o pré-natal com um médico trouxa – nós já falamos sobre isso, Gina. Eu não quero especulações no St Mungos, e você sabe que eu vou deixar você a par de tudo sempre


Eu sei – a ruiva diz meio sem jeito – desculpe, é só ciúme de amiga, essa nem é minha especialidade. Mas, continue


Como eu ia dizendo – a morena retoma - eu tinha uma consulta hoje de manhã e o Malfoy foi comigo


O que? – Gina quase salta da cadeira gritando – eu ouvi direito? Você disse que o Malfoy foi com você à consulta?


Hermione suspira, no fundo ela já sabia que a reação da amiga seria essa – ele perguntou se podia e, bem... – ela fica meio sem jeito – eu não queria ir sozinha, eu sei que podia ter chamado você – Hermione antecipa a fala da amiga – mas ele se ofereceu e... – ela respira fundo – querendo eu ou não ele é o pai da criança


Tudo bem – Gina fala embora sua entonação não diga exatamente isso. A seu ver lhe parece que Hermione está aceitando melhor do que ela esperava a participação de Draco na vida desta criança, e a ruiva não sabe dizer até que ponto isso é bom


Nós fomos para a consulta – Hermione continua – e a minha pressão estava um pouco alta, então o Malfoy me levou pra casa dele para que eu pudesse descansar


Gina luta para não deixar seu queixo cair, definitivamente esse não é o Malfoy que ela conhece – você quer dizer que ele se preocupou com você a ponto de levá-la pra casa dele? A mansão Malfoy?


Hermione olha para a amiga – não Gina, não é comigo que ele se preocupou, é com o bebê. Eu sou só parte do pacote, mas sim ele me levou pra casa dele, fez com que eu comesse e praticamente me obrigou a mandar uma coruja dizendo que eu não iria trabalhar


A ruiva olha para Hermione, pelo que Gina conhece da sua amiga ninguém obriga Hermione Granger a fazer o que ela não quer. Ninguém mesmo, nem Harry nem Rony. Gina sabe que mesmo nas vezes em que ela não concordou com algo que seus amigos fizeram, ela os acompanhou de livre e espontânea vontade. Por isso lhe espanta muito que Hermione diga que Draco Malfoy a obrigou fazer algo. Hermione pode até não ter percebido, mas Gina Weasley sim, ela percebeu que lá no fundinho sua amiga parece estar gostando de ter alguém que se preocupe tanto quanto ela com essa criança. No entanto Gina é esperta demais para tocar nesse assunto agora e pelo teor da conversa parece que Draco Malfoy não é mais aquele garoto arrogante de outrora, resta agora dar tempo ao tempo para ver o quanto ele mudou


Então Gina decide partir para algo mais ameno


E o que o médico disse? – a ruiva pergunta – se você não se importar, eu gostaria de ver seus exames


Claro que eu não me importo, Gina – a morena diz – eu ia mesmo te mostrar. O médico me passou uma dieta com pouco sódio e me aconselhou a descansar bastante e não me aborrecer, vou ter consultas mais frequentes e se meu quadro piorar talvez tenha que ser internada


E devo presumir que o Malfoy ficou preocupado com você – a ruiva diz encarando a amiga


Não comigo, Gina! – Hermione fala, exasperada – com o filho, eu sou apenas...


Parte do pacote – Gina completa utilizando as palavras da amiga – mesmo assim eu acho estranho que ele fique o tempo todo atrás de você, Mione. Mesmo que você diga que é apenas por causa da criança. Ele a pediu em casamento, lembra?


Hermione suspira – como eu poderia esquecer? Mas ele nunca mais tocou no assunto e muito menos eu, é claro. Nós vamos dar tempo ao tempo até porque tenho coisas mais importantes com que me preocupar


O tempo diria o quanto ela estava certa!


XXXXX


Os dias passam e por incrível que pareça Hermione desacelerou. É claro que ela continua levando seu trabalho muito a sério, não poderia ser diferente sendo Hermione quem é, mas ela não fica mais além do expediente a não ser que seja absolutamente necessário, ela toma mais cuidado com sua alimentação coisa que antes não acontecia, várias vezes a morena dispensava o almoço para comer um sanduiche rápido entre um relatório e outro. Quem não soubesse mais sobre a sua vida acharia estranho e pensaria que Hermione Granger não era mais a mesma, no entanto quem a conhece sabe que agora ela tem coisas mais importantes pra pensar, não é que ela mudou, mas sim mudaram as suas prioridades


Draco Malfoy se faz mais presente que nunca. Mesmo não tendo mais tocado no assunto do casamento, é comum que ele vá quase todos os dias na casa dela. Hermione já deixou de achar estranho a sua presença, é como se os estreitos limites que ambos tivessem estabelecido estivessem mais largos


É final da tarde de sexta feira e Hermione está juntando suas coisas para ir pra casa quando recebe um chamado de seu chefe imediato


Só espero que ele não peça para que eu fique até mais tarde. Ela pensa consigo mesma. O Draco vai ficar furioso se eu não estiver em casa. Ela pensa e se assusta com o que pensou. Desde quando Hermione Granger liga para o que Draco Malfoy pensa?


Ela bate na porta e entra – boa tarde, senhor Lawrence – Hermione o cumprimenta – precisa de mim pra alguma coisa?


Não, senhorita Granger – ele diz e faz sinal para que ela se sente – não, eu não preciso de nada, eu a chamei por outro motivo


Algum problema? – ela pergunta temerosa fazendo uma varredura mental para tentar detectar algo errado em seu trabalho


Não – seu chefe sorri – seu trabalho sempre foi e sempre será brilhante, eu teria prazer em recomendá-la para assumir meu lugar quando me aposentar. Não que eu esteja pensando nisso por enquanto


Fico feliz – Hermione fala com um breve sorriso – mas o senhor pediu que me chamassem – ela diz contendo a curiosidade


Sim, eu pedi – Lawrence diz e a encara – na verdade eu quero lhe fazer um convite


Um convite? – Hermione repete curiosa. Embora ela tenha um bom relacionamento com seu chefe não existe intimidade suficiente para que ele lhe faça qualquer tipo de convite


Sim, senhorita Granger, um convite – ele diz – dentro de dois meses será meu aniversário e minha esposa costuma fazer um jantar na nossa casa. Não é nada grandioso ou algo do tipo, apenas alguns amigos do ministério e nossas famílias e eu pensei que seria uma excelente oportunidade para a senhorita nos apresentar seu noivo


Hermione luta para que seu queixo não caia. Noivo? Quando ela falou para seu chefe que possuía um noivo?


Alheiro a seu estarrecimento, Lawrence continua eu estou avisando com antecedência para que vocês se programem assim não haverá nenhum tipo de desculpas minha esposa quer muito conhecê-la – ele sorri – nós temos um neto recém nascido, então ela anda louca para ter com quem compartilhar assuntos pueris


Hermione olha pra ele sem saber o que dizer. Seria a hora certa para dizer que não havia noivo, marido, ou mesmo um namorado. Mas ela simplesmente não sabe como fazer isso, não sem criar uma situação terrivelmente constrangedora entre ela e seu chefe


Quando estiver mais próximo lhe passo mais detalhes – ele diz e Hermione entende que deve se retirar


XXXXX


Mais tarde, em sua casa


Hermione ainda tenta digerir o que aconteceu. Ela se recrimina por não ter dado um basta nessa palhaçada de uma vez por todas. A morena sabe que poderia muito bem ter dito que não havia noivo, namorado ou nada parecido, que ela seria uma mãe solteira e que criaria seu filho muito melhor que várias mulheres casadas que estão por aí, mas ela simplesmente não teve coragem, não apenas porque sua posição no ministério estaria seriamente comprometida, mas também pelo que Rony e Draco disseram, que seu filho poderia sofrer preconceito e ela não quer isso, ela não quer prejudicar seu rebento mesmo antes dele nascer


Ela se pega amaldiçoando sua covardia. Sim, ela sabe que foi covarde desde o início, Hermione se pega pensando que até mesmo o fato de ter escolhido ter um bebê da forma como escolheu pode ser um indício de que ela é uma pessoa covarde. Verdade seja dita, a morena sempre se queixou de que sua personalidade forte e independente assustava os seus pretendentes, mas se ela for completamente honesta consigo mesma Hermione terá que admitir que nunca deixou que nenhum de seus relacionamentos chegassem ao ponto de pensar em ter um futuro com alguém e se ela for mais honesta ainda, vai admitir que isso se dava por medo, medo de se envolver


Ela está tão absorta em seus pensamentos que nem repara que Draco acabou de surgir na lareira. Talvez porque esteja pensando no convite estapafúrdio do seu chefe, mas talvez seja também porque ele faz isso quase todo dia e a morena já se acostumou com a presença do loiro


Draco vê que Hermione está distraída, não distraída da forma como ficava ao encontrar um livro interessante, mas distraída da forma como se alguém ou alguma coisa a tivesse chateado – está tudo bem? – ele pergunta – aconteceu alguma coisa com o bebê?


Tudo... Quer dizer, mais ou menos – ela se corrige – coisas do trabalho, mas não quero falar sobre isso agora


Você não está se esforçando demais, está? – Draco pergunta com seu costumeiro tom arrogante


Não – ela suspira usando seu bom senso pra não começar uma briga – eu disse que ia me cuidar e estou me cuidando, mas eu não quero falar sobre isso agora, vamos falar de qualquer outra coisa


Que seja – o loiro diz depois de refletir por um momento, ele olha pra ela parecendo sem jeito – eu... bem, eu comecei a pensar e acho que o bebê deveria ter um quarto em minha casa


Hermione olha pra ele, boquiaberta – e por que ele deve ter um quarto na sua casa? Ele terá um quarto em minha casa!


O loiro respira fundo como se já soubesse que a reação iria ser essa – porque lá também vai ser a casa dele! Ele vai ser um Malfoy quer você queira ou não. Não digo logo que ele nascer, mas ele pode querer passar um tempo comigo


Hermione olha pra ele e a sua vontade é falar que seu filho não vai sair de seu alcance de visão tão cedo e seria isso que ela faria se não sentisse neste exato momento algo


O que foi? – Draco pergunta ao ver que ela empalidece e coloca a mão no ventre – o que foi? – ele repete, nervoso, ao ver que a morena não responde


Por favor, fale alguma coisa! – o loiro continua – você precisa ir ao hospital? Está acontecendo alguma coisa?


Está acontecendo sim – Hermione diz e Draco se espanta ao ver que ela não parece nervosa. Ao contrário, ela está sorrindo – eu senti, Draco – ela diz e limpa uma lágrima com as costas da mão – eu senti o bebê se mexer


Poucas coisas na vida deixam Draco Malfoy atônito, não poderia ser diferente depois de ter passado por tudo que ele passou, mas neste momento é assim que ele está. O loiro não pode deixar de emitir um largo sorriso e sem pensar ele leva suas mãos ao ventre de Hermione


Não sinto nada – ele diz, meio decepcionado


O médico disse que seria assim, lembra – Hermione fala sorrindo. Sim, ela percebeu que as mãos do loiro estão no seu ventre em uma intimidade que ela nunca imaginaria partilhar, e, quer saber? Ela não se importa, ela está feliz demais para se importar – o médico disse que iria demorar um pouco pra sentir de fora, mas eu senti


Neste momento seus olhos se encontram. Hermione olha para o loiro, ela tem que admitir que está feliz por ter uma pessoa que se importe tanto quando ela com esta criança, ela estava preparada para fazer tudo sozinha, mas neste momento ela está feliz que mesmo deste jeito torto não tenha que ser assim


Nenhum dos dois poderia esperar ou talvez tenham esperado por isso há algum tempo, mas o fato é que seus lábios se encontram...


Dura apenas uma fração de segundo ou uma vida inteira talvez. Eles se afastam como se tivessem levado um choque e olham-se desconcertados


Eu... – Hermione começa a dizer, mas lhe faltam palavras, ela sabe que ambos foram levados pela emoção do momento. Mas o que é isso? Ela pensa. Uma coisa é ter ficado emocionada com o bebê se mexendo, outra coisa é beijar o Malfoy!


Draco olha para Hermione e vê que lhe faltam palavras. Em outra ocasião ele teria se divertido com isso, mas não agora, não quando ele se sente da mesma forma. Tudo bem que ele ficou, digamos, emocionado por saber que o bebê estava se mexendo. Mas daí a beijar a sabe tudo? Definitivamente eu tenho que fazer um check up. Ele fala com seus botões. Definitivamente há alguma coisa comigo


Sobre o quarto em sua casa – Hermione decide mudar de assunto. Melhor mesmo fingir que isso não aconteceu – não por enquanto, é claro, mas quem sabe com o tempo eu possa me acostumar com a idéia


Draco fica em silêncio por um momento, ele sabe que a mulher na sua frente está fugindo do que aconteceu. Mas quer saber? Ele não a culpa, ao contrário ele se sente aliviado, o loiro não tem a mínima idéia de como abordar esse beijo estapafúrdio. Então ele diz – tudo bem, eu sei que você precisa de tempo. Mas o quarto estará lá, quando ficar pronto eu te levo pra ver


Hermione para por um minuto, essa situação é surreal demais pra a sua cabeça. Que diabo de conversa é essa? Ela se recrimina. Nem amigos eles são! Mas isso não impede que num impulso ela diga – eu também já comecei a comprar algumas coisas, mas não montei o quarto ou nada parecido – ela suspira – acho que não vou querer ver o sexo, gosto da idéia da surpresa, então tem que ser algo neutro


Eu não entendi esse negócio de saber o sexo – Draco fala parecendo desconcertado – é uma espécie de feitiço trouxa?


Hermione não evita uma gargalhada – não. Draco. Não é um feitiço! É tecnologia, você conhece a tecnologia, graças a ela você está vivo


É verdade – Draco admite, meio sem jeito. Ele não gosta muito de lembrar essa época da sua vida – mas algumas coisas ainda são um mistério pra mim. Descobrir o sexo de um bebê antes do nascimento parece feitiço


É irônico ouvir isso de um bruxo – Hermione sorri, ela olha para ele – se você fizer questão de saber, eu posso reconsiderar


Draco para por um minuto. Realmente a sabe tudo da grifinória está fazendo uma concessão a ele? Essa possibilidade lhe parece impossível, mas as palavras da morena parecem sinceras – eu vou pensar nisso – ele diz – talvez seja informação demais pra um pobre bruxo antiquado


Tudo bem – ela responde, ainda atordoada com os últimos acontecimentos


Eu vou agora – Draco se levanta – qualquer coisa me chame pela lareira


Então o loiro parte, deixando Hermione tentando digerir toda a loucura que foi o seu dia




NOTA DA AUTORA


Finalmente atualização! Será que eu estou ouvindo coros de "aleluia"? Coros duplos é claro, afinal além de capítulo novo ainda teve beijo! Tudo bem, eu admito que não foi lá um "senhor beijo" mas já é alguma coisa não é mesmo?


Espero que tenham gostado do capítulo, desculpem se tiver algum errinho, mas eu estou viajando amanhã e queria postar antes de ir.


Bjos e até a volta!

Compartilhe!

anúncio

Comentários (8)

  • Cacau Motta

    To adorando! nao demora pra postar...

    2014-05-16
  • Diênifer Santos Granger

    Ameeeeeeei! E começa assim!!!

    2014-05-07
  • Dark Moon

    sua fanfic é uma delicia de ler, amando muito

    2014-05-05
  • Hellen Luisa

    Ahhh estou amandoba história!Espero que eles fiquem juntos logo.Não demore pra postar, por favor :)

    2014-05-03
  • Gabriela G. Potter

    Não acredito... Li todos os capítulos em um dia e quando desço a página o "próximo capítulo" não está disponível... Que terrível ter que esperar. Ótima história!  

    2014-05-03
  • Ariane

    O capítulo foi incrível! O beijo tinha que ser da maneira que foi, não haveria como uma aproximação mais rápida do que essa considerando todo o "histórico do casal" e tudo mais. A maneira como vc conduz a fic é perfeita, parabéns! Continue sempre!

    2014-04-30
  • Talita .o

    Aeeee finalmente alguma coisa entre esses dois,achei que demorou muito até.Bom, espero que nao demore tanto mas não se esqueça das suas leitoras por favor!!!bjuss e boa viagem

    2014-04-29
  • Camila Krum Malfoy

    Aleluia! ksks Adorei o capitulo!!! que fofo o Draquinho, sendo todo protetor com a Mione...Bjs 

    2014-04-25
Você precisa estar logado para comentar. Faça Login.