Uma entrevista complicada



Mais tarde, no St. Mungus


Gina termina de examinar a amiga – pode ficar tranquila (ela diz e sorri ao ver Hermione respirar aliviada) deve ter sido apenas uma ligeira queda de pressão porque você ficou sem comer por muito tempo (ela olha para a morena e diz com tom profissional) você não pode deixar que isso aconteça, é muito importante que se alimente


Eu sei, Gina (Hermione suspira) mas foi algo que fugiu do controle. Eu estava tão furiosa com o Malfoy que simplesmente me esqueci de comer


Gina olhe curiosa para a amiga – o que o Malfoy aprontou?


Hermione suspira procurando não ficar furiosa, algo que acontece toda vez que ela se lembra do ocorrido. – Você acredita que ele deu um jeito do meu chefe saber que eu estou grávida para me forçar a aceitar o pedido de casamento estapafúrdio que ele me fez? Eu fiquei mais do que furiosa, por pouco não lancei uma azaração nele


A ruiva olha boquiaberta para Hermione – ele fez isso? Eu não acredito! E o que o faz pensar que tal atitude a faria casar com a doninha?


Ah, Gina... (Hermione suspira) Eu nunca imaginei que o mundo bruxo fosse tão preconceituoso. Meu chefe insinuou que eu teria que estar casada para ser mãe (ela vê a amiga olhar incrédula) ele disse que eu era muito competente e que casamento e filhos não iriam atrapalhar em nada meu desempenho, frisou a palavra casamento várias vezes (ela se senta e respira fundo lutando pra não romper em lágrimas) cada vez que penso nisso tenho vontade de socar o Malfoy e ele ainda negou, você acredita?


Gina olha para a amiga sem acreditar. Seria o tipo de coisa que um sonserino faria, usar de qualquer artifício para conseguir o seu intuito. – E o que você fez? (ela pergunta)


Eu fui até o escritório... Furiosa! (Hermione fala lutando para não deixar a raiva fluir. Ela respira fundo) foi por isso que eu acabei esquecendo de almoçar, foi um impulso e agora eu vejo que não deveria ter feito isso, eu piorei ainda mais as coisas


Será que ainda dá pra piorar? – É o que a ruiva fala


O pior é que dá! (Hermione bufa, raivosa) a insuportável da Rita Skeeter pegou a gente no meio de uma discussão e é lógico que ela tirou as suas conclusões


E o que aquela mulher estava fazendo lá? – Gina fala sem entender


Hermione explica – parece que o Malfoy havia marcado uma entrevista coletiva pra acabar de vez com os boatos do tempo que ficou sumido do mundo bruxo


Poxa, amiga, que azar (a ruiva exclama) entre todos os repórteres, justo ela tinha que flagrar vocês?


Pois é... (Hermione suspira, desanimada) eu não tenho a mínima idéia do quanto ela ouviu, mas pela cara que ela fez foi o suficiente pra saber que ela ouviu mais do que devia


E agora, o que vocês vão fazer? – É a pergunta que a ruiva faz


Eu não sei (Hermione tenta controlar o tremor em sua voz) sinceramente, eu não sei... Espero que o Malfoy tenha alguma idéia, caso contrário estou perdida. O Harry e o Rony nunca vão me perdoar...


Gina respira fundo. Às vezes ela não conhece a sua amiga tão corajosa. Será que ela não percebe que mais cedo ou mais tarde ela vai ter que contar tudo? A ruiva pensa


Mione (ela fala) você vai ter que contar para eles mais cedo ou mais tarde, você sabe disso. Eles vão ter que saber que o Malfoy é o tal doador. Eles vão ficar chocados isso é fato, mas não irão te odiar. Não é como se você tivesse dormido com a doninha


Eu sei, Gina (a morena fala desanimada) eu sei que vou ter que contar, eu sei que estou fugindo... Mas a minha vida já está tão complicada, a última coisa que eu queria era ter uma rusga com meus melhores amigos (ela baixa os olhos) eu não quero que eles olhem para meu filho e o vejam apenas como filho do Malfoy...


A ruiva olha boquiaberta para a amiga. Ela não sabe o que falar, talvez porque tenha consciência que Hermione não está de todo errada. Por mais que eles gostem da amiga, será que Harry e Rony vão conseguir olhar para a criança e não ver Draco Malfoy nela? Gina vê que a morena a encara como se esperasse que ela dissesse algo, talvez que Gina dissesse que ela está enganada, que seus amigos não iriam se importar, mas Gina não pode mentir desta forma. Então ela respira fundo


Mione, você é minha melhor amiga e eu não vou te enganar dizendo que tudo vai ficar às mil maravilhas. Você conhece seus amigos, talvez mais do que eu. Eles irão ficar chocados, talvez chateados, talvez furiosos... Talvez queiram lançar uma azaração no Malfoy, mas isso vai passar. Pode ser que no início eles vejam seu filho como o filho do Malfoy, mas isso também vai passar (ela se aproxima e segura as mãos da amiga) vai passar porque ele será seu filho, vai passar porque uma criança é produto do meio em que vive e eu tenho certeza que você será uma mãe incrível e criará sua criança muito bem, independente que quem seja o pai


Obrigada, Gina (Hermione enxuga uma lágrima que teima em escapar) você é uma ótima amiga, eu juro que vou pensar em uma forma de contar ao Harry e ao Rony o quanto antes (ela fala enquanto se levanta) eu já vou, o Malfoy ficou de passar lá em casa pra dizer como foi a entrevista


Qualquer coisa me avise – a ruiva fala dando um abraço na amiga


Hermione assente com a cabeça e sai


XXXXX


Nas empresas Malfoy


Draco larga-se na sua poltrona, exausto. Não fisicamente, mas emocionalmente e mentalmente. A entrevista foi mais difícil do que ele esperava, não foi nada fácil para o loiro relembrar tudo o que ele passou.


É claro que ele não contou detalhes, Draco apenas disse que teve uma doença rara e precisou se afastar para fazer o tratamento, mas que agora está totalmente curado. E, não, ele não revelou que foi uma doença que atinge basicamente aos trouxas, ele não o fez porque não queria ter que aguentar o tipo de notícia que viria o fizesse. Ele quase pode visualizar as manchetes: ex-comensal que odiava trouxas tem o castigo merecido


Mas isso não foi nem de longe o pior. Não se comparado aos olhares inquisidores daquela repórter asquerosa, como se ela fosse uma mosca diante de um pote de mel. Ou melhor, como se ela fosse uma cobra pronta para dar o bote


XXXXX


Algumas horas atrás


Draco olha para a profusão de repórteres na sua frente, alguns até mesmo de jornais do exterior. Ele sabe que as suas indústrias têm muita importância, mas ele tem certeza que não foi o destino de seus negócios que trouxe a maioria deles até ali, ele sabe que foi curiosidade pura e simplesmente, o loiro quase pode entrar nas mentes daquelas pessoas e adivinhar o que se passa nelas sem precisar recorrer a legitimência.


Por um momento, ele pensa se foi realmente uma boa idéia, se esta entrevista não irá aguçar ainda mais a curiosidade das pessoas. Mas agora não tem mais jeito, não há como recuar. Ele respira fundo – por favor, acomodem-se – ele indica as cadeiras conjuradas recentemente – eu agradeço a todos por atenderem a meu chamado


Imagino que o senhor finalmente irá dar uma explicação para o tempo que ficou desaparecido – um dos repórteres fala de modo petulante


Sim, eu darei – ele encara o homem que se encolhe instintivamente – não que eu tenha qualquer tipo de obrigação quanto a isso, mas eu espero que minha atitude sirva para dar um basta nos comentários maldosos que alguns de vocês teimam em continuar publicando


Entenda, senhor Malfoy – outro repórter contesta – o senhor é um empresário importante, é natural que as pessoas fiquem curiosas quando alguém importante simplesmente desaparece por tanto tempo, e consequentemente é natural que criem várias teorias


Teorias maldosas, você quer dizer. Ele pensa, mas decide não expressar seu pensamento. Melhor acabar logo com isso. Ele fala para si mesmo


Pois bem – ele diz – então já é hora de acabar com essas teorias – o loiro respira fundo – é do conhecimento de todos que eu me ausentei do mundo bruxo por algum tempo


Se ausentou? – a voz estridente de Rita Skeeter se faz ouvir – o senhor simplesmente evaporou do nosso mundo – ela dá um sorrisinho maldoso – será que esta ausência teria a ver com alguma mulher?


Draco respira fundo. A sua vontade é pedir para que aquela mulher asquerosa se retire, e pensar que em uma determinada época da sua vida o loiro lhe passou informações. Ele a encara e decide ignorar a indireta – bem, como eu ia dizendo eu tive um problema de saúde (ele frisa) e precisei me ausentar para realizar o tratamento


Ele vê um burburinho se formar, vários repórteres fazem perguntas ao mesmo tempo, como se fossem uma turma de alunos indisciplinados da sua época da escola – senhores, por favor, acalmem-se. Eu realmente tive uma doença grave e rara cujo nome não vem ao caso, mas o importante é que eu fiz o tratamento, me recuperei completamente e retomei o controle das minhas empresas


Era uma doença contagiosa? – uma voz ao fundo se faz ouvir


Não – Draco responde – eu posso garantir que não era contagiosa, não coloquei ninguém em risco


Então por que o senhor se afastou? – outra voz pergunta – Por que não fez o tratamento no St Mungus?


Draco respira fundo. Ele já esperava essa pergunta – eu não fiz por dois motivos, o primeiro é que o St Mungus não teria condições de me dar o tratamento adequando e em segundo lugar isso provavelmente criaria uma comoção e... (ele encara Rita Skeeeter) eu sei que a maioria dos aqui presentes trabalha em jornais sérios e não se aproveitaria disso, mas eu sei também que alguns sensacionalistas iriam se aproveitar do meu estado para especular sobre a minha doença


Um ligeiro silêncio se instala e Draco pode ver alguns repórteres se mexerem desconcertados nas suas cadeiras, mas não Rita Skeeter, a mulher continua o encarando com um sorriso sarcástico em seu rosto. Ela levanta a mão – me permite uma pergunta, senhor Malfoy?


Draco em princípio pensa em negar, mas a curiosidade fala mais alto e ele assente com a cabeça. A mulher então se pronuncia – então o senhor teve uma doença grave e já está totalmente curado, se eu não entendi errado (ela sorri ao ver o loiro confirmar com a cabeça e então continua) mas e agora, quais são seus planos? Algo mudou em sua vida? Como você pretende viver? Pretende encontrar alguém especial? Já encontrou alguém especial?


O loiro respira fundo. Não é como se ele não estivesse esperando por algo do tipo, não depois da cena que aquela mulher asquerosa presenciou entre ele e Hermione. Sua mente sonserina trabalha furiosamente, ele sabe que nada fará com que Rita Skeeeter deixe de publicar algo sobre o que viu, mas cabe a ele tentar impedir, ou não – eu não marquei essa entrevista para falar de minha vida pessoal, senhorita (ele a encara e não pode deixar de reparar o sorrisinho irônico que a repórter ostenta) mas talvez eu tenha encontrado alguém especial sim (quem sorri agora é o loiro ao ver que a mulher perde totalmente o jeito, ela não esperava essa resposta) vocês podem publicar isso se quiserem, no entanto não darei nomes e (ele faz uma pausa e seu olhar passeia por todos os presente) tomarei providências enérgicas com qualquer um que faça qualquer tipo de especulação


Isso é uma ameaça? – Rita Skeeter indaga com desdém


Não, senhorita – Draco a encara – não é uma ameaça. É uma promessa e eu sempre cumpro as minhas promessas...


XXXXX


De volta ao momento atual


Draco dá um meio sorriso. Ele sabe que ao falar que poderia ter encontrado alguém especial frustrou as intenções da repórter de dar uma notícia em primeira mão. Ele só espera que a mulher não publique o nome de Hermione. Caso isso aconteça, o loiro sabe que não vai ter tempo de tomar as devidas providências. Hermione o mataria primeiro


Por falar nisso, ele se prepara para ir à residência dela. Draco tem que admitir que ficou preocupado com o desmaio, não que ele se importe com a sabe tudo irritante. Mas ele não pode esquecer que ela está carregando seu filho e é apenas por isso que o loiro sai de seu escritório rumando para a casa de Hermione


XXXXX


Pouco depois, na residência de Hermione Granger


A morena está bem melhor. Nada de náuseas ou vertigens. Ela tem que admitir que o desmaio a preocupou. Não apenas isso, a preocupou e a fez se sentir culpada por não haver se alimentado direito


Ela tem que admitir que a preocupação de Draco foi estranha. Ela não consegue definir direito o que se passou, mas definitivamente ver Draco Malfoy lhe servindo um lanche e a praticamente a obrigando a ir ao hospital não passaria por sua cabeça nem em um milhão de anos


O barulho da sua campainha a tira do seu devaneio. Ela já sabe quem é mesmo sem abrir a porta. Com um suspiro, Hermione se levanta e vai abrir a porta para o pai do seu filho


Draco olha para Hermione meio sem jeito. Ele não sabe como começar. Diabo de relação esquisita... Ele fala para si mesmo. Eu devia teoricamente pelo menos saber como conversar com a mãe do meu filho – está tudo bem? (ele finalmente pergunta) você foi ao médico?


Eu lhe disse que iria – Hermione fala enquanto faz um sinal para que ele entre – está tudo bem com o bebê e eu não vou mais me esquecer de comer


Acho bom! – o loiro fala de modo arrogante ganhando em troca um olhar furioso de Hermione


Eu já disse que não me esqueci de comer de propósito! – a morena fala, entediada – e se alguém tem culpa nessa história esse alguém é você! Se você não contasse ao meu chefe eu não teria ficado tão furiosa e não teria me esquecido de comer


Essa história de novo... (Draco suspira) eu sei que você não acredita, mas eu já disse que não fui eu! Agora só falta você achar que eu fiz isso deliberadamente pra que você fosse ao meu escritório na hora que a Skeeter chegaria


Ao ouvir o nome da repórter, Hermione se retesa. Pelo jeito seu chefe não é o seu único problema


Vamos ser sinceros – o loiro continua – você vai ter o bebê e eu sou o pai, não importa como raios isso tenha acontecido. Assim que essa gravidez se tornar pública as pessoas vão questionar sobre a paternidade e mesmo que não questionem você é uma mulher esperta e vai perceber os olhares e os comentários. Eu já disse e repito não existem bebês em nossa sociedade em que a mulher não saiba quem é o pai e você seria alvo de preconceito. Eu não me importaria, mas não quero que um filho meu sofra com isso. Alguém falou para seu chefe (ele vê Hermione rolar os olhos numa clara demonstração de que ela acha que sabe muito bem quem foi esse alguém) mas isso teria que acontecer mais cedo ou mais tarde


Eu mesma queria dar a notícia (a morena diz sem muita convicção. Ela sabe que no fundo estava adiando a notícia pelos mesmos motivos que Draco falou, pelo que Rony lhe disse alguns dias antes) ficou chato ele ter descoberto dessa forma e a forma que ele me abordou... É como se ele esperasse conhecer meu marido ou noivo amanhã


Você pode me apresentar como seu noivo (o loiro fala e inconscientemente se encolhe ao ver o olhar furioso que Hermione lhe lança) tá, parei. Eu sei que é uma loucura, mas pra mim a tal da inseminação também parece loucura e para a maioria dos bruxos também seria


Chega – Hermione o interrompe. Ela está cansada dessa loucura toda. A morena foca seu pensamento no seu bebê tão desejado, é ele quem lhe dá forças para aguentar tudo que está passando – vamos conversar outra hora, eu estou cansada e amanhã tenho médico


Você disse que estava tudo bem – Draco fala, meio preocupado


Consulta de rotina – ela esclarece – mulheres grávidas precisam de acompanhamento


Tudo bem. – Draco fala depois de pensar por alguns segundos – eu volto outra hora – ele diz e se retira


XXXXX


No hospital St Mungos


Gina se prepara para sair. Ela não pode negar que ficou preocupada ao ver Hermione a sua espera. Embora não seja a sua especialidade sua amiga fez questão de ser atendida por ela. Por sorte não era nada de mais. A ruiva pensa. Ela sabe que Hermione não quer que sua gravidez seja do conhecimento de todos por enquanto e ela sabe também que o fato dela ser uma das mais renomadas funcionárias do ministério com certeza faria que o fato fosse noticiado principalmente por ela não ter um marido ou noivo. É cruel mas é assim no nosso mundo. A ruiva não pode deixar de pensar


Ela se pega imaginando se foi realmente Draco Malfoy quem contou para o chefe de Hermione, não que ela não acredite que o sonserino seja capaz, mas ele negou com tanta veemência que Gina tem lá as suas dúvidas. Mas se não foi ele quem foi? Ela fala com seus botões


A ruiva está preocupada com sua amiga, a ela parece que Hermione está se enredando cada vez mais em uma teia de mentiras e desculpas e isso nunca leva ninguém a nenhum lugar


Ela se arrepende de nunca haver insistido para que a sua amiga saísse com os seus inúmeros amigos solteiros. É claro que Gina sugeriu uma ou duas vezes que Hermione aceitasse o encontro com algum médico novo ou um colega da época da escola, mas ela na maioria das vezes agradecia e não aceitava. Como ela queria engravidar se não se envolvia com ninguém? A ruiva se questiona


Gina sabe que sua amiga vai precisar de muito apoio, tanto se ela resolver passar por tudo sozinha quanto se por um milagre do destino Hermione aceitar o pedido estapafúrdio de Draco Malfoy, ela não contém uma careta ao imaginar Hermione Granger e Draco Malfoy juntos. Mas isso agora vai ter que esperar Gina se prepara para ir pra casa onde seu marido e a suas crianças lhe aguardam




NOTA DA AUTORA


Capítulo postadinho como manda o figurino! Espero que tenham gostado, mais uma vez me desculpem a demora, os motivos são os de sempre, nem vou repetir. Obrigada a todo mundo que está lendo e até o próximo


Bjos a todos e comentem por favor

Compartilhe!

anúncio

Comentários (5)

  • Diênifer Santos Granger

    Cada vez mais eu estou convencida de que foi a Pandora! Esse jeitinho de "sem ciúmes" ah me poupe! Eu sou casada e sei como é ter os fantasmas das ex‘s presentes as vezes! Embora eu seja do bem tudo tem limite, mas a Pandora deve ter feito isso! Pelo menos é o que eu acho!

    2014-04-08
  • RiemiSam

    Eu li hj e espero o  outro capítulo..rs A Hermione dessa FIC eu gosto e não gosto ao mesmo tempo, já o Draco continua o mesmo... irresistível.  Vou aguardar com ansiedade para ver como eles vão se entender.

    2014-01-15
  • Ariane

    Essa é incrível, sempre vale a pena esperar, mesmo que a ansiedade seja algo difícil de controlar rsrs. Se der, por favor, não demore muito. Parabéns pela história, mesmo! Beijo

    2013-12-01
  • Catii Tonks Lullaby

    S2

    2013-11-23
  • Talita .o

    FInalmenteeeeee,ja tava pensando qe tinha desistido.Bom, ainda bem que nãi fez isso.E eu acho que ja ta mais do que na hora da hermione ceder e aceitar logo ess pedido do draco,afinal não tem pra onde correr mesmo!!e tenho certeza de que ele vai ser muito fofo com ela,mesmo AINDA não gostando dela.por favor, tenta não demorar tanto assim,ja estou aciosa pelo proximo...beijoos 

    2013-11-10
Você precisa estar logado para comentar. Faça Login.