A sociedade bruxa é assim



Na casa de Hermione


A morena termina de lavar a louça do café. Ela faz isso sem magia, como uma forma de manter a sua mente ocupada de toda loucura em que a sua vida se transformou nos últimos tempos. Ela se vê pensando no que aconteceu ainda a pouco e chega à conclusão que não pode reclamar, a conversa foi melhor do que ela esperava. Tudo bem que Hermione não conseguiu revelar o nome do tal doador. Seria informação demais para um único dia, ela se pega rindo só de imaginar a cara que Harry e Rony fariam. Hermione duvida que Rony faria aquele discurso de o pai do bebê querer fazer parte da sua vida não é tão ruim assim. Não, definitivamente ele não diria tudo aquilo. Se ele não fosse casado seria bem capaz do ruivo assumir essa criança apenas para que Draco Malfoy não fizesse parte da sua vida


Ela se pega pensando em seu amigo. Rony definitivamente amadureceu, o casamento lhe fez bem. Hermione se lembra do quanto temeu que a sua esposa implicasse com a amizade de ambos, afinal não são todas as mulheres que vêem com bons olhos as amizades femininas dos maridos


Mas isso não aconteceu. Hermione, embora não tenha intimidade com Pandora, não deixa de achar que a espanhola é uma mulher bem agradável. Só a Gina implica com ela


Mas a esposa de Rony não lhe preocupa, o que preocupa Hermione neste exato momento é o pedido estapafúrdio de Draco Malfoy, principalmente após tudo que seu amigo lhe disse. Hermione se sente culpada por não haver pensado que a sua atitude poderia prejudicar de alguma forma seu filho. Que espécie de mãe eu vou ser... Ela se recrimina. De fato, ela nunca pensou que isso pudesse vir a ser um problema. No mundo trouxa isso não seria. Ela fala para si mesma sem muita convicção. Se de fato não seria um problema por que eu não falei a verdade para os meus pais? É a pergunta que ela se faz agora. Hermione sempre foi uma pessoa que prezava a verdade, isso desde criança, e agora ela se vê enrolada em uma teia de mentiras que tendem a sufocá-la


Uma batida na porta interrompe o seu devaneio. A morena vai abrir e não fica nem um pouco surpresa em ver a figura de Draco parado à soleira


Te acordei? – o loiro pergunta com um sorrisinho na face


Hermione balança a cabeça negativamente – Não, já estou acordada há algum tempo


Eu posso entrar? (Draco fala e entra assim que a morena lhe dá passagem) desculpe chegar assim tão cedo


Hermione suspira – você não veio aqui pra continuar aquela nossa conversa estapafúrdia, ou foi?


Eu não acho que falar de nosso filho seja uma conversa estapafúrdia (ele vê que Hermione quer falar) e, por favor, não me venha com a história que o filho é seu!


Hermione suspira resignada – o que você quer? E, por favor, (ela fala num tom parecido com o do loiro) não me venha com essa história que eu me casar com você é a melhor solução


Draco olha para Hermione. Lá no fundinho, ele tinha uma esperança irreal de que ela poderia aceitar a sua proposta, ou pelo menos apresentar uma outra alternativa. Mas ele não deixa transparecer, como bom sonserino, ele tem um plano e é hora de colocá-lo em prática


Bem (ele fala meio sem jeito) eu não nego que ainda acho que esse plano seria o mais adequado (ele vê que Hermione rola os olhos) não estou dizendo que seria perfeito! Viver com você nunca foi meu sonho de infância (ele bufa) eu mal aguentava a sua presença nas aulas! Mas eu quero fazer parte da vida dessa criança (ele baixa os olhos parecendo meio sem jeito) Sabe, Granger, eu vou falar algo e tenho certeza que você não vai repetir isso por aí, até porque ninguém acreditaria mesmo. Os últimos anos foram terríveis pra mim, é terrível saber que a sua vida está presa por um fio tão estreito. Eu me senti como se estivesse sendo castigado. Você quer ironia maior? Um sangue puro que sempre odiou tudo que era trouxa perecer por uma doença trouxa terrível?


Hermione escuta calada, realmente se alguém soubesse que Draco Malfoy estava lhe fazendo confidências, essa pessoa nunca acreditaria


O loiro continua – quando a clínica fez aquela confusão eu fiquei realmente sem saber o que pensar. Eu posso muito bem continuar pensando que o destino me deu o castigo final, um filho com uma sang... (ele para a palavra e respira fundo) com uma nascida trouxa que eu sempre detestei. Seria a forma de mostrar o quão ridículo eu sou (ele olha para Hermione) mas eu prefiro pensar que foi a forma que ele me deu para mudar. Eu sempre quis tirar o meu nome da lama e talvez essa seja a oportunidade...


Hermione respira fundo, ela sente a raiva fluir por todos os seus poros. Ela olha para o loiro como uma leoa defendendo a sua cria – então finalmente a mascara cai, Malfoy. Você admite que está querendo usar meu filho para limpar o seu nome. Esperto, não vou negar. Quem não iria acreditar que Draco Malfoy mudou vendo ele casado com uma sangue ruim (ela frisa as palavras que Draco evitou) e tendo um filho com ela?


Draco rola os olhos. Ele jura que está tentando ter uma conversa civilizada com a Granger, mas paciência tem limite e no caso dele um limite muito pequeno. Ele, Draco Malfoy, filho de uma família pura, está tentando aceitar essa loucura que o destino lhe pregou e ainda tem que aguentar as conclusões estapafúrdias de uma mulher que não bastando ser uma sabe tudo irritante ainda se mostra totalmente louca. Ele respira fundo – acho que a sua inteligência deve ter sido afetada de algum modo, Granger. Ou a sua capacidade de distorcer minhas palavras é deliberada?


Então explique-se – Hermione fala usando toda a sua paciência. Ela tenta afastar as palavras de Rony da sua cabeça e se apega à idéia que definitivamente o ruivo não falaria aquilo se soubesse quem é o doador


O loiro respira fundo e tenta buscar uma forma de se explicar. Mas é difícil uma vez que nem ele sabe direito o que sente. Ele vê nesta criança uma forma que o destino usou para lhe redimir, mas ao mesmo tempo em momento algum ele pensou em usar isso para limpar seu nome perante a sociedade da forma como Hermione está pensando, na verdade isso nem passou por sua cabeça – como eu disse, Granger. Eu passei por coisas que eu sequer imaginava que existissem. O nome da minha família foi arrastado na lama, não que não merecesse (ele acrescenta rapidamente) todos os valores que eu aprendi foram questionados, não apenas pela sociedade, mas também por mim. Essa criança talvez seja a forma do destino me mostrar o quanto eu estive errado esse tempo todo (ele abaixa os olhos) foi isso que eu quis dizer


Hermione olha para o loiro. Ela não sabe o que falar, em seu íntimo ela sabe que Draco Malfoy está lhe fazendo confidências que não ousaria fazer sequer na frente do espelho


Draco continua – eu sei que meu pedido de casamento pode parecer loucura e, acredite, eu mesmo me pego pensando que é realmente louco, mas a sociedade bruxa é assim. Não existem bebês fora do casamento, ou existem em número absurdamente reduzido. Você pode dizer que somos antiquados ou coisa parecida, mas é assim que funciona


Hermione luta para não deixar o queixo cair. O loiro está falando praticamente a mesma coisa que Rony lhe disse há algumas horas atrás.


Ela suspira e se levanta, a morena vai até a janela e fica um tempo lá. Ela espera que Draco diga alguma coisa, que ele force a barra de algum modo. No entanto, o loiro apenas espera, como se soubesse que ela precisa deste momento


Depois de alguns minutos, ela ouve o som de passos e sente a respiração de Draco perto dela – Granger (ele fala num tom que ela não conhecia, um tom calmo sem ironia, o tom que talvez seus amigos usariam) eu também estou me sentindo perdido, talvez mais do que você. Eu entendo que a idéia de se unir a mim pareça no mínimo uma piada de mau gosto, então eu tenho uma sugestão, eu andei pensando...


Hermione olha pra ele, curiosa. O loiro continua – vamos dar tempo ao tempo. Essa situação é difícil pra nós dois (ele a encara) mas querendo ou não, seja da forma que essa história terminar, nós estaremos ligados pra sempre


A morena se esforça para não deixar seu queixo cair. Ela ainda não havia pensado dessa forma, mas Draco está certo. Seja da forma como essa história terminar, não importa se ela num acesso de loucura resolver aceitar o pedido de Draco, não importa se eles forem aos tribunais, ou mesmo se ela resolver sumir com a criança. De qualquer forma eles estarão ligados pra sempre...


O loiro continua – eu pensei em dar um tempo... (antes que Hermione respire aliviada, ele completa) eu não vou sumir, muito pelo contrário, mas andei pensando e acho que a gente tem que se conhecer melhor. Quem sabe a gente não consiga pelo menos nos suportar. Pelo nosso filho


Hermione olha pra ele. Ela tem que admitir que é o melhor a fazer, já que o destino se encarregou de bagunçar tudo o que havia planejado. Ela vai ter que tentar ao menos suportar o loiro. Então ela assente com a cabeça – pelo nosso filho...


XXXXX


Na casa dos Potter


O casal acabou de dar o café para a sua turminha. Logo ambos estarão indo para o trabalho, Harry no ministério, na sessão dos aurores e Gina no St Mungos onde é uma das medi-bruxas responsáveis pela sessão de acidentes mágicos. Agora tudo está bem com o casal, eles não conversaram sobre Hermione, mas ficou evidente o porque Gina não haver contado para o marido


Que história louca... Harry pensa. Ele nunca imaginou que sua melhor amiga estivesse se sentindo tão insatisfeita com o rumo que a sua vida havia tomado. Por um momento ele se sente um pouco culpado por não perceber, para ele sempre lhe pareceu que Hermione fosse feliz com o que tinha


O que você está pensando? (a voz da esposa interrompe seu devaneio) ficou calado de repente


Harry suspira – estava pensando na Mione, nessa história maluca...


Você continua chateado comigo? – ela pergunta, temerosa


Não (Harry nega) eu entendo e admiro sua lealdade. Realmente ela é quem deveria ter contado. Só fiquei chateado por ela ter demorado tanto. Na verdade ela nem contou! Fomos nós quem descobrimos


Gina olha para ele – eu nunca concordei com isso, desde o início eu achei uma loucura. Mas ela é minha amiga


Eu sei (Harry fala) eu estou me sentindo um pouco culpado (ele vê que a esposa o encara com ar curioso) a Mione sempre foi a minha melhor amiga, você sabe disso. Eu me sinto culpado por não haver percebido que ela não estava feliz, que ela sentia falta de ter formado a própria família


Você não poderia fazer nada (Gina argumenta) a Mione sempre foi muito independente (ela suspira) eu confesso que também nunca havia percebido. Se ao menos o trasgo do meu irmão...


Isso de novo... (Harry fala num tom de quem já ouviu essa história várias vezes) você sabe que eles nunca dariam certo. Além disso, Rony está feliz com a Pandora


Não sei não (Gina fala, incrédula) há alguma coisa nessa história...


Harry apenas olha para a ruiva e não fala mais nada. Desde o início, Gina implicou com a espanhola, uma implicância até maior do que a que ela tinha com Fleur. Harry nunca soube por que, mas uma coisa que ele aprendeu é não discutir com Gina quando ela tem uma intuição e aprendeu também a nunca descartá-la totalmente...


XXXXX


Alguns dias depois


Hermione está em sua sala, ela voltou ao trabalho na semana anterior e aparentemente tudo parece da mesma forma. No entanto ela sente que há alguma coisa errada, ela já pegou várias pessoas a encarando quando pensam que ela não está olhando. Como se soubessem alguma coisa. A morena ainda não informou sobre a sua gravidez e ultimamente seus enjôos só acontecem quando ela acorda, ela tem certeza que mesmo um olhar experiente ainda não notaria. Deve ser apenas cisma. Ela pensa


Draco continua mantendo contato, mas para seu alívio ele não tocou mais na história estapafúrdia do casamento, são apenas alguns contatos esporádicos. É como se ele tivesse dando a ela chance para se acostumar e também a ele mesmo. Não deve ser fácil pra ele também. Hermione fala com seus botões


Uma batida na porta interrompe seu devaneio, sua secretária entra – Hermione, o senhor Lawrence pediu para que você a procurasse


Tudo bem, Myra (a morena responde) assim que eu terminar esses relatórios, eu vou


Bem... (a secretaria parece desconcertada) ele pediu que você fosse imediatamente


Hermione olha para a secretária e engole em seco. Simon Lawrence é seu chefe imediato, o homem mais poderoso no ministério abaixo apenas do próprio ministro. Não é de bom tom deixá-lo esperando


Tudo bem, eu já vou – ela respira fundo passando mentalmente todas as suas obrigações. A seu ver, tudo caminha a contento. Mas ela também sabe que seu chefe não costuma chamar as pessoas por nada. O que será que aconteceu? Ela pensa


A morena chega à sala de seu superior e bate levemente na porta. Um resmungo vindo do interior lhe diz para entrar


Boa tarde (ela cumprimenta seu chefe) eu vim assim que fui solicitada. Espero que esteja tudo certo com meu trabalho


Seu trabalho está perfeito como sempre, Granger (o homem a interrompe) com seu currículo eu não esperaria menos (ele faz sinal para que Hermione se sente) na verdade eu a chamei aqui porque fiquei sabendo, bem... (ele parece meio constrangido) ouvi alguns rumores de que você está grávida


Se Hermione tivesse um espelho, ela veria que nesse exato momento seu semblante está pálido. De alguma forma o seu segredo foi revelado. Não que ela pretendesse esconder isso indefinidamente, mas não era desse jeito que ela queria que seu chefe ficasse sabendo. A morena respira fundo, embora a sua vontade seja sair correndo ela vai enfrentar, ela não vai negar até porque não há sentido em negar algo para afirmar mais tarde


É verdade, eu estou grávida (ela fala sustentando o olhar) desculpe não haver levado ao seu conhecimento antes, mas creio que esse fato em nada irá atrapalhar meu desempenho profissional


De fato, senhorita (seu chefe fala e Hermione pode ver que ele pronuncia a palavra senhorita de forma enfática, em um minuto toda a conversa com Rony e Draco vem a sua mente) é claro que o ministério não se opõe a mulheres casadas e com filhos. A sociedade bruxa, embora aos olhos daqueles que nasceram trouxas possa parecer arcaica, não é tão atrasada assim


Hermione olha para seu chefe, não lhe passou despercebido que ele frisou o termo "casadas". Hermione não precisaria ter a inteligência que tem para perceber a ameaça velada


Fico feliz em saber que o fato de ter um bebê não vai afetar minha posição – ela fala


Oh, não! Com certeza não irá afetar - seu chefe diz - É claro que teremos que nos preparar para uma ausência sua, não é mesmo? Afinal, casamento e filho exigem dedicação


Se a morena tinha alguma dúvida, essa agora se dissipou. É evidente que a sua posição, tudo que conquistou dentro do ministério estão ameaçados e ela se vê em um dilema. Afrontar seu chefe e dizer que terá um filho sem se casar ou tentar uma outra solução. E ela decide que neste momento o melhor é o silêncio, ela precisa de tempo – mais alguma coisa? -ela indaga e diante da negativa do homem diz - peço permissão para me retirar e desculpe não ter contado logo de início, eu sempre fui muito reservada quanto a minha vida pessoal


Imagino que sim - o homem fala e a encara - eu tenho certeza que você continuará sendo uma excelente funcionária


Hermione assente com a cabeça e sai


XXXXX


Algum tempo depois Hermione está em sua sala. Ela cancelou todos os seus compromissos, a morena não está com cabeça para pensar em nada referente a seu trabalho no momento. Não depois do seu superior imediato ter dito, não com todas as palavras é verdade, mas de forma clara para ela que um bebê fora do casamento poderá prejudicar a sua posição no ministério


Ela se sente impotente. Hermione quer essa criança mais do que tudo, mas ela também ama o que faz. Ela ama o que conquistou e ela o fez por seus próprios méritos e não apenas por ser amiga de Harry Potter. Se realmente tivesse que escolher Hermione não pestanejaria e ficaria com seu filho, mas ela sabe que não seria completa. Da mesma forma que uma família lhe faz falta, ela sabe que apenas isso não basta, que ela precisa se realizar profissionalmente também


A morena tem certeza que se vivesse no mundo trouxa isso não seria um problema, pode ser que algumas pessoas a olhassem atravessado no início, pode ser que houvesse algum questionamento. Mas isso seria contornado. Basta ver a reação de seus pais, a despeito de alguma pressão para que o pai da criança assumisse, eles acabaram aceitando a sua decisão e se viam contentes com o bebê. É claro que eles não sabem a história toda, o que deixa a morena meio culpada. Mas ninguém fez do fato que ela vai ser uma mãe solteira algo absurdo ou inaceitável


Mais essa agora! Ela pensa. Ficou evidente que seu chefe não irá gostar nada se ela tiver um filho sem ser casada. Diabo de sociedade medieval! Ela pragueja revoltada. E o pior é que eu não tive nem tempo de contar. Pegou muito mal pra mim ele ficar sabendo por outras fontes


Por falar nisso como será que ele descobriu? A morena pergunta para si mesma e num lampejo, ela já sabe a resposta. Eu mato aquele loiro desgraçado!




NOTA DA AUTORA


Finalmente o capítulo. Desculpem a demora, eu estou fazendo o possível pra não enrolar tanto. Mas como todo mundo eu tenho vida além da internet e faço questão de ter. Não é saudável viver apenas para as fics, no entanto isso não significa em momento algum que eu não escrevo sempre que posso, significa apenas que eu tenho que dividir meu tempo.


Espero que tenham gostado, talvez alguns queiram me pegar por ter terminado o capítulo desta forma. Vejam o meu lado, um pouquinho de suspense é sempre bom (esconde das azarações...)


Vou ficar esperando uma palavrinha de incentivo e vou fazer o possível pra não enrolar tanto com o próximo ok


Bjos

Compartilhe!

anúncio

Comentários (3)

  • Diênifer Santos Granger

    To com a Gina, pra mim quem contou foi a Pandora!!!

    2014-04-08
  • Talita .o

    realmente um pouco de misterio sempre deixa tudo mais interessante... tomara que a hermione aceite logo se casar com o draco,vai ser legal eles criando um filho =D bom,ja estou esperando o proximo capitulo...beijooo

    2013-08-14
  • Hellen Luisa

    Sua fic está muito boa!adorei o capítulo e principalmente o estilo malfoy hahahhaa história está muito interessante!(: 

    2013-08-02
Você precisa estar logado para comentar. Faça Login.