Fan-Fiction

A Morte Nos Separou

“A morte nos separou” é uma história que mistura a magia da era dos marotos. Sirius e Sarah vivem um romance que nasceu em sua adolescência, e que por um grande golpe do destino, irá acabar em lágrimas de sangue.

anúncio

Casamento

Draco e Gina juntos?Uma Weasley e um Malfoy se casndo?Será? Casamento -ELE NÃO TE AMA, ELE NUNCA VAI TE FAZER FELIZ - gritava Rony para Gina. -OLHA AQUI RONY O DRACO ME AMA SIM E NÓS VAMOS-NOS CASAR QUER VOCÊ QUEIRA OU NÃO-retrucou Gina, que já estava vermelha de raiva.Quando Rony abriu a boca para retrucar Gina deu as costas, subiu as escadas e bateu com toda força que tinha a porta do quarto que em breve estaria vazio segundo os planos da ruiva e do inimigo nº 1 de (...)

Hades: a última guardiã

Quem nunca se perguntou porque o poderoso Lorde das Trevas, depois de ter assassinado milhares de bruxos, quis poupar Lílian? Qual o poder que Harry possui e que, de acordo com Dumbledore, está trancado no Departamento de mistérios? Como e porque alguns jovens alunos uniram-se ao diretor de Hogwarts para formar a primeira Ordem de Fênix? O que levou Rabicho a entregar os Potter, seus amigos, a Voldemort? E Sirius, porque acreditava que Remo se tornara um espião, a ponto de usar Pettigrew (...)

Harry Potter e o Espelho Negro

Gritos agudos ecoam na profunda mente de Harry. Faces expressando lamento se mostram por toda a parte, libertando-se da escuridão que as ocultava. Uma série de acontecimentos estranhos começa. Fatos trágicos aparecem em toda a parte. E tudo isso começou de uma única vontade de uma única pessoa: ele mesmo.

A Pedra Negra

Ninguém previa que, em Hogwarts, exitiria uma forte paixão entre um Gryffindor e uma Slytherin. Mas, Remus Lupin e Mary Grant, lutaram contra a indiferença e conseguiram ser felizes. Mas este amor não foi aceite por muitas pessoas. Entre elas, houve quem conseguisse destruir tudo, mas passados alguns anos alguém consegue junta-los de novo. Uma aventura que relata o tempo de escola de Remus, Sirius, James e Peter, quando são novos, e depois o que acontece a dois corações que nunca (...)